Apresentação Gestão de Energia e Eficiência Energética - Doméstica, Serviços, Industrial e Smart grids.PT

A energia é um bem que deve ser optimizado, sendo importante que o seu consumo seja feito de forma racional. Neste sentido, podem ser implementadas medidas para redução do consumo energético no ciclo energético, desde a produção, transporte, distribuição e comercialização até ao consumo final.

A eficiência energética é cada vez mais um factor de competição na economia global, tanto no sector industrial e serviços, na redução dos custos para aumentar a produtividade, como no sector doméstico, para reduzir as despesas domésticas.

É fundamental reflectir sobre a optimização do desempenho energético de edifícios, desde a eficiência do isolamento térmico, à climatização com recurso a sistemas de gestão do consumo e de monitorização contínua, ao aproveitamento das energias renováveis para AQS, climatização e produção de energia, passando pela com iluminação, e utilização de electrodomésticos e equipamentos eficientes.

Neste contexto surge o conceito de DEMAND-SIDE MANAGEMENT, que consiste num conjunto de metodologias de planeamento, execução e acompanhamento de actividades de consumo de energia eléctrica que são projectadas para incentivar os consumidores a modificar o seu nível e padrão de utilização de energia eléctrica.

Na indústria é essencial actuar no sentido de optimizar os equipamentos normalmente utilizados nestas instalações, desde os sistemas térmicos, de iluminação, de co-geração, de ar comprimido, sistemas frigoríficos, de ventilação e AVAC, sistemas de bombagem, à supervisão e controlo de motores, passando pela utilização de compressores eficientes, até à análise de redes que possibilitam a correcção do factor de potência ea redução da taxa de Distorção Harmónica.

Surge assim o conceito de Auditoria Energética, como uma ferramenta fundamental para o cumprimento dos objectivos da legislação aplicável a esta matéria, nomeadamente o Serviço de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia (SGCIE).

No sector terciário, nomeadamente nos edifícios de serviços, são utilizadas outras metodologias, focando-se no controlo do consumo dos equipamentos aí existentes. Neste sentido são utilizados cada vez mais os Sistemas de Gestão Técnica e as Micro-Redes para integrar e controlar o máximo de sistemas do edifício. Desde o controlo dos sistemas desegurança, de detecção de incêndios, e de controlo de acessos, aos sistemas de iluminação,, e sistemas AVAC, estes permitem ainda agilizar as operações de manutenção (geração de relatórios, gráficos e alarmes), e implementar estratégias de gestão de energia, por forma a reduzir custos energéticos e de operação.

 

Voltar para Grupos Complementares

  • son

  • 2

  • 5

  • 6

  • 7

  • 9

  • 10

  • 11

  • 12

  • 13

  • 14

  • 15

  • 16

  • 17

  • 18

  • 19

  • 19

  • 19 

  • 19  

  • 19

  • 19   

  • 19    

  • 19   

  • 19    

  • 19   

  • 19    

  • 19     

  • 19     

  • 19    

  • 19   

  • 19 

  • 19